Arquivos

Nós e o Tempo

Você já parou para pensar como muitas vezes nos dedicamos a tantas coisas e nos deixamos de lado?

Pois é, o tempo é cruel, é fugaz e quando vemos tudo passou tão depressa! Deixamos nossas realizações de lado, nossas urgências são postergadas, procrastinamos nossos desejos em nome de emergências!

Pensamos tanto e fazemos tão pouco por nós! Parece que o outro está sempre em primeiro lugar!

Seja no nosso trabalho, na nossa casa, na nossa família, nos nossos grupos de amigos! E o nosso eu, nossos desejos, nossa busca interior onde ficam?

Pensamos a cada segundo que temos que responder às mensagens do whatsapp, verificar o Face, nossos e-mails e tantos outros aplicativos, mas não verificamos os nossos pensamentos, como estão as nossas satisfações pessoais.

Sempre deixamos aquele filme que queríamos ver para depois em nome da louça que está na pia, em nome do filho que precisa de ajuda nos deveres de casa ou em nome do marido/namorado que quer atenção ou alguma outra coisa!

Deixamos de ler aquele livro que há muito tempo está na prateleira porque no final da noite estamos exaustas, corremos o dia todo e não há tempo para nossas urgências, para a realização dos nossos sonhos, para adquirirmos conhecimentos pessoais!

Ouvimos tudo e todos, mas não nos ouvimos, não nos sentimos! Tudo é mais importante e está à frente de nós!

Aquela linda viagem é deixada para as férias e procuramos dar conta de tudo, menos do que é importante para contemplarmos durante o passeio! Afinal, fizemos um roteiro e temos que cumpri-lo para todos que estão nos acompanhando!

Infelizmente, não ouvimos nosso eu e assim vamos seguindo…seguindo…seguindo…sem nos darmos conta de que a vida passa depressa, de que somos os únicos e responsáveis por nós mesmos!

Pensamos tanto e nos sentimos tão pouco, não é mesmo?

E quando percebermos tudo passou…passou…passou e passou!!!

Então, fica o convite para você leitora: que tal reservar todos os dias um tempinho para você sozinha? Que tal deixar uma noite da semana para ir ao cinema, a uma palestra, ao teatro ou mesmo a uma praça apenas com a sua companhia?

Sim, sair sozinha é o máximo!!! No início, a família e os amigos vão achar um absurdo, você será questionada por tal atitude, mas depois eles acostumarão e passarão a respeitá-la e admirá-la por esta atitude!

Lembre-se de que a nossa companhia é a mais importante do mundo, mesmo que sejamos casadas, tenhamos filhos ou namoremos! Nada nos substitui, nada mesmo!!!

Pense nisso!!!

Resultado de imagem para mulher sozinha

 

 

Anúncios

Confissão

Fui criada

Para ser mãe, dona de casa

E uma esposa dedicada!

Minha mãe queria

Que me casasse com um executivo

E lesse bons livros.

Meu pai sempre exigiu

Que chegasse cedo

E que mulher deve ter

Um pouco de medo.

Sexo e palavrões, jamais!

E tampouco ideais,

Pois eles são irreais.

Estudar, tudo bem…

Mas tomar cuidado para não ir além.

Para o desgosto dos meus pais

Resolvi pôr em prática meus ideais

E alguns eu tornei reais.

Saio todos os sábados

E já tive diversos namorados.

Já namorei um roqueiro

E um motoqueiro.

Nunca um executivo

E muito menos li bons livros.

Ah! Namorei também um atleta

E resolvi tornar-me poeta.

Casar-me, talvez, um dia…

Mas não será como minha mãe

Ou minha tia.

Realizarei um casamento

Cheio de ousadia,

Vivendo  cada momento

Com o mais nobre sentimento!

Segredos, sonhos, desejos…

Quem nunca pensou sobre o que há dentro das bolsas de uma mulher?

Qual homem que nunca ficou indignado com a quantidade de coisas que há na bolsa de uma mulher?

Por que os homens não entendem por que trocamos tanto de bolsa?

Quem nunca se perguntou quantos mistérios e segredos estão guardados na bolsa de uma mulher?

Por que será que as mulheres são tão misteriosas?

Quem um dia conhecerá verdadeiramente uma mulher?

Pois é, este blog compartilhará os segredos, os mistérios contidos nas bolsas de uma mulher com poesia e emoção!

Entre nele e procure desvendar os segredos das bolsas de uma mulher!

Com carinho,

A autora.